Odeio pessoas preocupadas

•27/07/2009 • Deixe um comentário

Isso vai soar egoísta, mas eu não estou nem um pouco preocupado (HA!)

Odeio pessoas preocupadas. Do tipo que vem no dia seguinte pra saber se está tudo bem, mesmo não tendo feito nada para evitar a situação.

Daquelas que vêm dizer que estavam preocupadas se você chegou bem em casa. Ah, qualé! Sou grande e sei me virar. Mesmo não lembrando como eu sempre volto para casa. Talvez eu fosse um pombo na última encarnação.

Preocupam-se pelo quê então? Pelo bem estar ou pela culpa de não terem feito nada? Demonstram preocupação para se sentirem aliviados.

Não se preocupem comigo, eu vos rogo. Não são 10 litros de cerveja que vão me matar.

Odeio Nerds

•25/07/2009 • 1 Comentário

Sim, você leu direito. Eu odeio Nerds.

Nerds são pessoas que falham miseravelmente em alguma seção de suas vidas. Normalmente é a social ou a amorosa, ou até ambas. Logo, para fugir da pressão do mundo das pessoas normais adquirem gosto por coisas fora do comum, para se diferenciarem, se sobressairem.

O que acontece então quando dois Nerds que possuem gosto extremo pela mesma coisa se encontram? Um duelo de egos até a morte. Suas vidas dependem do combate de argumentações sobre seus ídolos para mostrarem como conhecem mais daquilo do que o valoroso oponente.

Apresentarei um diálogo real mas com os nomes modificados para que os vulgos Nerds não se sintam acanhados:

Everton: To te Falando cara, dado o tempo necessário para se preparar, o Batman dá um pau no Super-Homem!

Leonardo: Não viaja! O Super homem queimaria o batman com a visão de calor de uma distância segura!
Everton: Nah, o Batman é MUITO melhor que o Superman!

Mas vocês, odiosos contestadores leitores, diriam: “Nem todo Nerd é fã de Quadrinhos!” E eu, com um sorriso maroto na cara digo: “Mas o diálogo ainda vale.”

Reparem só na última frase. Agora mudaremos a nerdice em questão e apenas o nome dos super-heróis por algo no contexto e verão como isso se repete sempre:

Física:
Nah, o Einstein é MUITO melhor que o Newton!

Star Wars:
Nah, o Anakin é MUITO melhor que o Obi-Wan!

Star Trek:
Nah, o Spock é MUITO melhor que o Kirk!

Senhor dos Anéis
Nah, o Gimli é MUITO melhor que o Legolas!

Informática:
Nah, o Linux é MUITO melhor que o Windows!

Anime:
Nah, o Ruffy é MUITO melhor que o Naruto!

E por aí vai. Os Nerds não parecem muito mais originais e engraçados, não?

Mas ainda a coisa piora. Existe o tão afamado Nerd retardado. Aquele mesmo, que passou anos trancado dentro de casa e um dia decidiu sair para ver como a Luz do sol parecia. E é justamente aquele que gruda em você e passa horas e horas e horas e horas e horas (ad infinitum) falando sobre aquele tema em que ele é o expert mais foda do universo enquanto você olha pro teto e pede para alguma entidade divina te fulminar com um raio.

Eu te dou minhas cartas de MAGIC!

Eu te dou minhas cartas de MAGIC!

Existem também os Nerds que vivem reclamando de serem nerds, de não pegarem mulher, etc etc etc, mas esses possuem um lugar horrendo no meu odiado coração dedicado ao MIMIMI (abordado logo, logo).

Por Favor, odiados Nerds. Falar Nerdices em geral é até divertido, comentar gostos estranhos e tudo o mais. Mas desabiltem o modo Flamewar. Assim poderei odiá-los um pouco menos. Talvez não.

Ps: Eu sempre torço pro Batman.

Odeio as Madrugadas Entediantes

•25/07/2009 • 2 Comentários

Como eu odeio as madrugadas entediantes. Pior, como eu odeio as madrugadas de Sexta entediantes.
Tudo começa com uma preguiça (ou falta de dinheiro, má vontade, qualquer coisa na verdade) que simplesmente te faz achar que passar a Sexta a noite em casa vai ser uma boa. Ledo engano.

Num passe de mágica o seu msn esvazia. Ninguém interessante para uma conversa ou mesmo aquela chinchada só pra exercitar. As músicas da sua playlist mexem tanto com você quanto aquele vinil de bolero que sua vó ama de paixão de algum cantor cujo nome parece ter saído de uma novela mexicana. Você até tenta dormir, mas tá todo animado e nada pra fazer. É meu amigo, ele te pegou. O TÉDIO!

E agora não tem escapatória. Não importa o que você faça, nada vai tirar da tua cabeça que o mundo inteiro está tendo uma noite maravilhosa, regada a alcool, dança e mulheres promíscuas e você aí, sentado na frente de um teclado e um monitor escrevendo sobre como está entediado para qualquer um na internet que pareça te dar atenção.

Existem até mesmo alguns sites especializados em pessoas entediadas ao extremo. Vide o Omegle cuja premissa é fazer novos amigos. Mas você, leitor inteligente, que desconfia de tudo, todos e odeia o mundo sabe a verdade. É um instrumento para fazer com que pessoas entediadas tentem melhorar suas noites. Isso, claro, se você não odiar falar com completos estranhos sem motivo aparente (além do excesso óbvio de ócio).

Ou seja, o óbvio ululante é que eu não tinha mais NADA pra fazer, e de tanto tédio decidi escrever esse post.

Tenham uma morte lenta e dolorosa.

Como eu Odeio

•25/07/2009 • Deixe um comentário

Olá, bem vindo ao meu Blog.

Depois de muito tempo criando blogs e e fracassando sumariamente em escrever regularmente, cheguei a uma conclusão. Não consigo escrever de forma constante  sobre os infortúnios da vida,  sobre filosofia,  sobre jogos,  sobre nerdices,  sobre as coisas que eu gosto,  sobre os pensamentos caóticos na minha cabeça e sobre mais um monte de coisa. Eu simplesmente não consigo. Falta inspiração. Falta aquele Start que me impele a escrever.

Mas nem tudo está perdido, meus caros senhores e senhoras.

Eu também percebi uma constante. Tenho uma facilidade para odiar as coisas. E eu odeio coisas pra caraleo. Hoje mesmo no ônibus eu pensava sobre como eu odeio posts mela-cueca e sobre como eu odeio ônibus lotado. E sobre como eu odeio nunca terem escrito um Blog sobre o ódio. COMO ASSIM? Logo o ódio!Coitado.

O ódio é uma força motriz tão forte quanto o amor, só que constante. enquanto você guarda o amor para as coisas verdadeiramente especiais, para todas as outras existe o ódio. Mais presente do que tia chata em aniversário de criança, mais constante do que velhas em bingos, mais costumeiro do que aquela pisada legal num trosso deixado por umc achorro na rua.

Então, cá estou. Finalmente encontrei motivos de sobra para escrever. Cada dia um ódio diferente que se revela. Assunto não faltará.

Até o primeiro post de verdade, queridos leitores.

Odeio todos vocês.